©2019 por Granja Leiteira Eudes Braga

Carmo do Paranaíba - MG - Brasil

CEP: 38840-000

Informações e agendamento de visitas:

Fone: (34) 99961-1196

Nosso Queijo

RESPEITO AOS SABERES TRADICIONAIS

O que significa, afinal, ser um Queijo Minas Artesanal? 

Em primeiro lugar, significa utilizar como matéria-prima principal o leite de vaca cru, ou seja, não pasteurizado. Na Granja Leiteira Eudes Braga, o leite é filtrado e bombeado para a queijaria imediatamente após a ordenha.

 

Tão logo o tambor esteja cheio, são adicionados o coalho e o pingo. E é justamente no pingo que está a alma do Queijo Minas Artesanal. Ele consiste de um caldo contendo micro-organismos benéficos, alguns dos quais comprovadamente probióticos. 

Uma hora após, o leite coagula, ou seja, separam-se as fases líquida (soro) e sólida (massa).

A  massa recém separada do soro é prensada a mão por uma equipe de colaboradoras tecnicamente capacitadas e que aprenderam em casa o ofício do queijo. Elas são responsáveis pela etapa de moldagem do queijo, que consiste em retirar o máximo possível de soro e colocar a massa em formas plásticas padronizadas. 

Após enformado, é feita a salga do queijo, colocando um bocado de sal grosso sobre a superfície. Lentamente, o sal vai sendo absorvido pela massa.

E para onde vai o soro? O soro é um caldo rico em proteínas e, portanto, uma fonte de nutrientes para animais. Comprometida com a sustentabilidade ambiental, a Granja Leiteira Eudes Braga criou um sistema de coleta e bombeamento do soro para uma torneira localizada no vilarejo próximo. Nessa bica, o soro pode ser recolhido gratuitamente pela população local para utilização na alimentação de suínos e outros animais.

No terceiro dia, o queijo é retirado da forma plástica e posicionado em prateleiras de madeira na queijaria. Ao longo de mais 19 dias, ele será diariamente lavado em água corrente para evitar a proliferação de fungos e garantir que a casca seja lisa e homogênea, característica do nosso produto.

Todos os cuidados necessários para evitar a entrada de insetos e micro-organismos indesejáveis são observados à risca para que o queijo mature e desenvolva suas características sensoriais, dentro do padrão de qualidade consagrado pelos nossos consumidores.

Passado o período de maturação, nosso queijo é armazenado em câmara-fria até o momento de serem embalados a vácuo. A temperatura baixa e o vácuo paralisam o metabolismo dos micro-organismos. Eles são, então, rotulados e estão prontos para serem distribuídos para os nossos parceiros.